Amigos, FELIZ ANO NOVO!! Que 2016 seja um ano repleto de realizações, saúde e claro, bons vinhos!!!

Muita gente tem me perguntado o que eu acho que vai acontecer com o mercado de vinhos por aqui este ano depois de um 2015 tão conturbado. Então, vou aqui deixar algumas linhas sobre a minha visão do que foi 2015 e o que 2016 guarda para nós e para as nossas taças.

2015 foi um ano complicado para o vinho. Com todos os aumentos cambiais e de impostos que tivemos, as importadoras reagiram de formas diferentes. Algumas usaram a subida do dólar para crescer suas margens, aumentando os preços acima da diferença de cambio. Este tipo de attitude só faz com que o vinho fique mais caro e mais longe do consumidor. É a ganancia dos empresários em busca do lucro a qualquer custo. Mas o que eles não enxergam é que se o valor fica mais alto, as pessoas deixam de comprar e ele certamente vai faturar menos. Mas nem só destes ganaciosos vive o nosso mercado.

Tiveram aqueles que aumentaram os seus custos na mesma proporção do dólar e dos impostos, o que era a attitude esperada e honesta. E tiveram aqueles que, incrivelmente, pensaram no consumidor e seguraram até a ultima garrafa, aumentando apenas quando os novos vinhos chegassem. Estes merecem a minha admiração e respeito!

Mas falando de números, o dólar subiu quase 45% em 2015 e ainda tivemos um acréscimo de 10% de IPI no final do ano para vinhos. Isto dá um aumento real de mais ou menos 60%. Parando para analisar as tabelas de algumas importadoras, vi algumas que não chegaram a aumentar estes quase 60% e vi outras que dobraram seus preços. Esta é a nossa realidade, infelizmente. Uma falta de padrão, falta de união, falta de visão estratégica. E algumas que tem falta de respeito com nós consumidores.

Bom, fatos colocados, vamos aos meus palpites:

Segundo algumas matérias que li, a previsão do dólar é se manter num teto de R$ 3,80 / R$ 4,00. Se isto for real, não deveríamos muito mais variação nos preços dos vinhos. Digo “Não deveríamos” pois já perceberam que muita gente não pensa assim, né?

Existem 3 tipos esperados de comportamento, que foi o que vimos em 2015 e que deve se repetir em 2016:

–       Os que baixaram o ticket médio de compra estão pagando menos por garrafa;

–       Os que não mudaram o comportamento e continuam comprando seus vinhos preferidos, mesmo que tenham subido de preço;

–       Os que continuam pagando o mesmo valor que pagavam antes, mas que estão bebendo “pior” pois o vinho que hoje custa R$ 100,00 por exemplo, é um vinho que custava uns R$ 60,00 no início de 2015.

Para mim, a tendência é que o primeiro e o ultimo cenário sejam os mais vistos em 2016.

Pensando também nas origens dos vinhos, acho que a tendência é o Chile continuar nadando de braçadas no mercado e alcançar o incrível número de 50% de share de mercado, atuando principalmente nas linhas mais baratas, as chamadas linhas de entrada. Mas também devemos ficar de olho nos meus queridos vinhos Argentinos, que mesmo perdendo share para o Chile ano a ano, deve começar a sinalizar uma recuperação, pois com o país está agora em pleno otimismo pela vitória do Presidente Macri, derrotando a chapa do antigo governo de Cristina Kirshner. Isto deve trazer novo ânimo e novos números e incentivos à economia dos hermanos.

Tirando estes 2 países que hoje dominam o mercado de vinhos aqui no Brasil, acho que os vinhos Brasileiros também tendem a ganhar espaço pela qualidade que tem melhorado bastante e também claro, pelo preço, que deve ser mais competitivo frente aos importados, embora os altos impostos ainda sejam um problema para os vinhos nacionais.

Portugal, França e Espanha devem continuar com suas atuais performances, mas vale ter um olho aberto nos exclentes vinhos espanhóis, que tem chegado aqui com custos interessantes e grande qualidade. Uruguai, Austrália, Estados Unidos, Africa do Sul, Nova Zelandia e outros países ainda tem números muito baixos para incomodarem algum destes outros.

Enfim, meus amigos… O ano de 2016 começa com muita gente de pé atrás, esperando para ver o que vai dar. Enquanto isto, não percamos tempo: Vamos abrir nossas garrafas e encher as taças. Certamente nos fará pessoas mais felizes!

Feliz 2016, com muito vinho!

 

 

CHEERS!!

Beba moderadamente! O excesso de álcool é prejudicial à saúde!

Siga o EnoDeco no Twitter!
Torne-se um fã do EnoDeco no Facebook!

Deixe uma resposta

Digite seu comentário
Digite seu nome aqui